Sua criança fica muito tempo em casa? Leia isto!

criança bricando sozinha

O seu filho passa grande parte do dia em casa, quieto e com o rosto grudado na telinha do smartphone ou do computador? Ele só toma Sol quando precisa sair de casa em direção ao transporte escolar?

Cuidado! Ficar muito tempo em casa e na mesma posição não é bom nem para adultos, quanto mais para crianças que ainda estão em fase de crescimento e desenvolvimento.

Para você entender a gravidade disso, a seguir vamos listar algumas consequências negativas que uma criança sofre ao ficar muito tempo em casa:

1. Prejuízos físicos e motores

Estamos vivendo tempos em que a mobilidade trazida pela tecnologia tem nos deixado cada vez mais imóveis. E essa é uma realidade também no universo infantil.

Mas o fato é que crianças “não foram feitas” para passarem horas e horas sentadas ou deitadas, vidradas na telinha do videogame ou do celular.

Os principais problemas físicos e motores são:

  • dores na coluna e o desenvolvimento de escoliose;
  • má postura;
  • lesão por esforço repetitivo;
  • quadros de “cabeça protusa”, quando a criança projeta a cabeça para frente do corpo, causando deformação.

2. Prejuízos psicológicos

Ficar muito tempo em casa e não ter muito contato com o mundo exterior também traz muitas consequências negativas para as crianças. Podemos citar:

  • diminuição da criatividade;
  • intolerância com os outros (pela falta de socialização);
  • depressão;
  • transtornos de ansiedade (como a fobia social);
  • apatia (falta de emoção);
  • dificuldades de aprendizado e de concentração.

Também nesse sentido, ficar muito tempo nas redes sociais também pode comprometer a saúde mental das crianças e dos adolescentes.

Um estudo realizado pela agência de saúde pública de Ottawa (Canadá) revelou que cerca de 25% dos 750 estudantes que passam mais de duas horas nas redes sociais foram os que mais mostraram desenvolver sinais de depressão, ansiedade e pensamentos suicidas.

3. Prejuízos sociais

Se a sua criança fica muito tempo em casa, as consequências sociais também são inevitáveis – aliás, ela pode querer ficar em casa justamente por conta de problemas nesse âmbito. Por isso, fique atento.

Crianças precisam ter contato com outras crianças para desenvolver suas habilidades sociais, caso contrário, podem haver algumas consequências, tais como:

4. Prejuízos de saúde

Crianças que ficam muito tempo em casa, sentadas ou deitadas, também podem desenvolver problemas que afetam sua saúde física. Afinal de contas, o sedentarismo pode levar ao desenvolvimento de:

  • obesidade;
  • problemas circulatórios;
  • falta de força muscular;
  • aumento de colesterol e triglicérides;
  • propensão a doenças cardiovasculares;
  • aumento do risco de desenvolvimento de Diabetes tipo 2;
  • problemas no sono.

Outra situação que coloca em risco a saúde dos pequenos é a deficiência de vitamina D no organismo, causado pela falta de exposição solar, que pode gerar uma série de problemas no desenvolvimento da criança. Por isso é que sempre enfatizamos aqui no blog a importância de se brincar ao ar livre para a saúde das crianças.

Então, o que fazer se a sua criança fica muito tempo em casa? Simples: saia com ela!

Pratiquem esportes juntos, deixe ela brincar no playground da pracinha ou do condomínio, estimule a ela a descoberta de novas amizades. Pode acreditar que as consequências positivas serão para a vida toda

. Semanalmente,nós desenvolvemos conteúdos relacionados a desenvolvimento infantil, caso você tenha interesse deixe seu e-mail em contato, que sempre te lembraremos! Além de te enviar conteúdos exclusivos! 

 

 

Tags

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

topo