Revitalização de espaços com parquinhos: tudo o que você precisa saber

aq.jpg

A revitalização de espaços com parquinhos infantis é certamente um excelente investimento para locais públicos e privados, pois podem trazer vida a um bairro, além de mais clientes, alunos e moradores, no caso de estabelecimentos privados, escolas e condomínios.

Mas por onde começar? Como saber quais são os materiais mais adequados ao espaço e como manter tudo em segurança e em bom estado?

A seguir, vamos esclarecer as principais dúvidas a respeito da revitalização de espaços com parquinhos para te orientar a não desperdiçar o seu investimento:

O tipo de material mais apropriado

A revitalização de espaços com parquinhos exige alguns cuidados que fazem toda diferença na hora de manter o ambiente harmônico e durável, sendo que um deles é a escolha do tipo de material mais adequado e durável.

Atualmente existem quatro tipos: madeira, ferro, plástico e madeira plástica. Cada um deles apresenta vantagens e desvantagens, e a melhor escolha deve levar em conta fatores como:

  • faixa etária das crianças;
  • ambiente interno ou externo;
  • formas de limpeza e manutenção;
  • certificação de segurança em relação às normas da ABNT.

Temos um post aqui no blog que explica detalhadamente as vantagens e desvantagens destes materiais para te ajudar na escolha.

As diferenças entre os pisos

Os pisos também geram muitas dúvidas na hora da revitalização de espaços com parquinhos. Afinal, além de harmonizar com o playground, o piso deve proporcionar segurança e amortecimento de impacto, de acordo com as instruções da ABNT.

Existem quatro tipos de superfícies mais comuns em playgrounds e parques e cada um deles possuem algumas diferenças, principalmente em relação à limpeza:

  • grama natural;
  • grama sintética;
  • piso emborrachado;
  • material solto, como areia, lasca de madeira ou borracha granulada desagregada.

Para saber melhor as diferenças entre esses materiais, leia esse post aqui.

Checklist de orçamento de parquinho

Eis a seguir uma lista de detalhes que você precisa ter em mãos na hora de providenciar o orçamento para a revitalização de espaços com parquinhos:

  • Defina se o local de instalação do parquinho será aberto ou fechado.
  • Verifique a necessidade de troca ou instalação do piso mais adequado.
  • Meça o tamanho da área destinada ao parquinho (ou ao menos tenha uma noção).
  • Pesquise a faixa etária das crianças que utilização o playground.
  • Entre em contato com uma empresa especializada e que trabalhe de acordo com as normas da ABNT.

A manutenção após a revitalização de espaços com parquinhos

A manutenção é um ponto fundamental que deve ser planejada e seguida à risca, pois é ela que fará valer todo o investimento na revitalização do espaço.

De acordo com as recomendações da ABNT, são três tipos de inspeções que devem ser realizadas para a manutenção do parquinho:

1. Inspeção rotineira

É a vistoria que deve ser realizada todos os dias, pois serve para averiguar problemas gerais, como lascas e parafusos soltos, tinta deteriorada, brinquedos quebrados ou até mesmo atos de vandalismo que costumam ocorrer em playgrounds públicos. Ela pode ser feita por um representante da comunidade.

2. Inspeção registrada

A cada três meses, é preciso verificar problemas de desgaste dos materiais por conta da ação do tempo, tais como ressecamento, rachaduras e corrosão. Em parquinhos próximos a praias, esse intervalo de tempo deve ser menor por conta da maresia. Ao menor sinal de problemas assim, é preciso interditar o parquinho e só liberar para uso quando tudo estiver consertado.

3. Inspeção certificada

Pelo menos duas vezes ao ano deve ser feita uma inspeção realizada pelo próprio fabricante do playground ou pelo Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura (Crea) da região. Essa é a inspeção com responsabilidade técnica.

Aqui neste post tem outras dicas sobre a manutenção e a inspeção do playground.

Se você ficou com alguma dúvida sobre revitalização de espaços com parquinhos, deixe o seu comentário e entraremos em contato. Até a próxima!

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

topo