Como reduzir o lixo em seu condomínio

reduzir-lixo.jpg

Reduzir o lixo em seu condomínio certamente é uma tarefa que deve estar presente no dia a dia de qualquer sindico. Afinal, além de o meio ambiente ser prejudicado com a alta produção e o descarte incorreto – afetando, ainda, a saúde das pessoas –, uma grande quantidade de lixo também pode gerar maiores dificuldades de armazenamento, principalmente em condomínios de grande porte.

A redução de lixo no condomínio também garantirá uma vida sem tanto desperdício e, em alguns casos, até mesmo a valorização dos imóveis.

Pensando nisso, separamos cinco dicas para que você, em comum acordo com o síndico e os demais moradores, comece a implantar medidas mais sustentáveis e econômicas em seu condomínio.

Vamos lá?

1. Levante as informações sobre reciclagem com a prefeitura

A primeira dica é pesquisar junto aos órgãos municipais se existe algum programa de reciclagem e coleta seletiva. Isso porque se existir, a prefeitura pode incluir o seu condomínio na rota dos chamados “caminhões verdes” e, ainda, disponibilizar gratuitamente a instalação de um contêiner no local para o armazenamento do material reciclável que será recolhido.

imagem caminhão

Caso a prefeitura não tenha esse programa, outra alternativa é realizar a parceria diretamente com alguma cooperativa de reciclagem.

Algumas, inclusive, pagam em troca de materiais como papelão, latas de alumínio e plástico, por exemplo. E esse valor arrecadado pode servir, inclusive, para pequenas despesas do condomínio, a redução de taxas ou a aquisição de bens de consumo coletivo como playgrounds para crianças, utensílios para jardim etc.

2. Conscientize e incentive os moradores a como reduzir o lixo no condomínio

De posse de todas as informações e com o apoio do síndico, é hora de conversar com os demais moradores a fim de conscientizá-los sobre o problema e incentivá-los a adotarem medidas de separação correta do lixo.

Somente assim é que a quantidade de lixo realmente será reduzida em todo o condomínio.

Vale fazer pequenas palestras, de no máximo 15 minutos, em dias específicos, para estimular a adoção de práticas corretas em relação à produção e ao descarte do lixo. Também crie um material informativo (ou envie as informações para o e-mail dos moradores) sobre como eles devem proceder e quais os benefícios para o meio ambiente e para a saúde de todos.

Outra ação importante é colocar lixeiras de separação de lixo nas áreas comuns do condomínio para que os moradores também adotem essas medidas fora de suas casas. 

3. Separe os materiais recicláveis

Os moradores devem adotar um sistema de separação de lixo dentro de suas próprias casas ou apartamentos. Para isso, basta utilizar diferentes lixeiras (ou até caixas de papelão) para que, durante a semana, possam ser separados o alumínio, o papel, o papelão e o plástico, por exemplo. O óleo de cozinha também tem grande aceitação no mercado.

Dessa maneira, o síndico poderá criar pontos de coleta em dias específicos para que esses materiais possam ser revendidos ou cedidos.

4. Separe o lixo eletrônico

O lixo eletrônico é todo resíduo material que é produzido a partir do descarte de equipamentos eletrônicos. Atualmente esse é um dos maiores problemas ambientais, pois o descarte em local impróprio pode gerar muitos transtornos, inclusive graves, com relação à saúde humana, animal e ambiental.

Existem muitas empresas especializadas em retirar esse tipo de lixo e uma boa dica é realizar parceria com elas para que sejam recolhidos de tempos em tempos do condomínio.

Alguns exemplos de lixo eletrônico:

  • pilhas;
  • monitores de computador;
  • telefones celulares;
  • baterias;
  • computadores;
  • televisores;
  • câmeras fotográficas;
  • impressoras.

5. Estimule a compostagem doméstica

O lixo orgânico produzido nas casas e apartamentos do condomínio ­– como cascas de ovos, restos de carnes, frutas, ossos e sementes – pode ser devidamente separado para que sirva de adubo para as áreas verdes do condomínio. As plantas irão agradecer!

jardim em condomínios

Ficou com alguma dúvida sobre esse tema ou quer compartilhar a sua experiência conosco? Deixe o seu comentário e até a próxima!

 

 

sindico sucesso

 

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

topo