Playground para escola infantil: 7 formas de torná-lo seguro

Depositphotos_51566177_m-2015.jpg.jpeg

Um espaço diferente para as brincadeiras é muito importante para o desenvolvimento das crianças, especialmente, nas escolas. Na hora do recreio, os pequenos precisam se mexer e gastar bastante energia, o que é muito natural nessa fase da vida. Logo, é essencial ter um espaço de playground para escola infantil.

Além da função lúdica, o playground oferece oportunidades para a criança estar ao ar livre e realizar atividades motoras. Ademais, é um ambiente democrático que facilita a socialização e interação com colegas de diferentes turmas. 

Entretanto, para a brincadeira não acabar mal, é crucial que o espaço do playground seja seguro. 

Por isso, para garantir que o playground para escola infantil seja a prova de riscos e deixar os pais despreocupados, confira 7 maneiras de torná-lo mais seguro:

1. Certifique-se de que o playground é apropriado para diferentes idades

Todas as crianças adoram brincar, mas os brinquedos precisam se adaptar às necessidades e as limitações das diferentes faixas etárias. 

Playgrounds para crianças pequenas de até 5 ou 6 anos devem estar preparados para suportar o peso e altura delas.

Escolhas adequadas são, por exemplo:

  • gangorras;
  • balanços com proteção;
  • espaço para brincar na areia;
  • escorregadores pequenos.

Já o parquinho para crianças maiores de 6 anos pode conter brinquedos mais complexos, como por exemplo:

  • ponte que balança;
  • túneis;
  • escorregadores maiores.

Como elas são mais altas e fortes nesta fase, dê preferência a materiais resistentes e firmes que serão mais eficientes e resistirão aos impactos. 

2. Invista em materiais inovadores

Muitos acidentes acontecem devido aos problemas com a matéria-prima dos brinquedos. Farpas, pregos ou metais enferrujados são riscos recorrentes.  

Portanto, na hora de escolher o playground para escola infantil, é uma boa ideia investir em tecnologia e em materiais que conferem segurança e um bom acabamento. 

O plástico é uma opção interessante, sobretudo para os pequenos, uma vez que a superfície é lisa e os acabamentos arredondados. Além disso, muitos brinquedos desse material dispensam pregos e peças em metal. 

Mas uma alternativa inovadora no mercado, que é segura e acessível é a madeira plástica, um produto feito através da reciclagem de plásticos descartados no meio ambiente que passam por um processo químico para ganhar aparência e consistência semelhantes à da madeira natural. 

Este produto oferece inúmeras vantagens já que é resistente a corrosão e não absorve umidade, por isso, não dilata, empena ou encharca. Além disso, ele também oferece resistência ao sol e frio, o que elimina o risco de problemas com fungos, bactérias, insetos e outros animais. 

É importante mencionar que o uso da madeira plástica está relacionado à questão da preservação ambiental, tendo em vista que se trata de uma solução 100% ecológica.

Ter um material como este no playground para escola infantil é uma excelente forma de ressaltar a importância do cuidado com o meio ambiente para as crianças. 

3. Fique atento às normas de segurança 

A Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) propôs em 2012 uma revisão de regras específicas para determinar a segurança nos playgrounds.

O resultado é um dossiê técnico, a NBR 16701, que formaliza essas normas e oferece uma ferramenta útil para que todos — desde fornecedores até usuários — possam entender quais são os requisitos de segurança básicos. 

Dentre todas as diretrizes, aspectos como manutenção dos equipamentos, cuidados com o material e acabamentos foram contemplados. Pinos e parafusos devem estar devidamente ajustados e os brinquedos não podem ter farpas, lascas ou cantos afiados ou agudos. 

O documento também contém detalhes sobre os limites de altura e a distância obrigatória entre os brinquedos — eles precisam, por exemplo, estar em uma superfície nivelada e uniforme.

Com este dossiê, pais, responsáveis e educadores passam a ter maior embasamento para verificar se playground para escola infantil viola alguma regra para fazer correções. 

Confira neste post aqui um resumo com as principais recomendações da ABNT.

4. Confira se o espaço é adequado 

Para garantir conforto e segurança, o playground para escola infantil não pode ser simplesmente colocado em qualquer lugar. Logo, alguns pontos devem ser levados em conta.

  • Em primeiro lugar, o parquinho deve ser instalado preferencialmente em um local com mais sombra, para proteger às crianças da exposição excessiva ao sol.
  • Um espaço rodeado por árvores é muito agradável e ainda promove o contato com a natureza. Entretanto, é preciso estar atento se os brinquedos estão localizados muito próximos de árvores que contenham frutos pesados, que podem cair a qualquer momento e machucar alguém.
  • Outra questão muito importante é verificar se existe o cultivo de algum tipo de planta tóxica ou com muitos espinhos perto da área, o que pode ser extremamente perigoso para as crianças, especialmente, as menores.
  • O piso é um ponto crucial e ele precisa, de alguma forma, amortecer o impacto. Pisos emborrachados são boas apostas, enquanto areia e grama, mesmo que sintética, são opções mais eficazes do que o cimento. Neste post aqui você vai conhecer os 4 tipos de piso mais comuns.

5. Verifique se a manutenção é feita 

Mesmo que o playground para escola infantil tenha brinquedos modernos e com tecnologia de ponta, sem a manutenção adequada, eles perdem pontos no quesito segurança.

Os cuidados com a conservação do espaço devem ser periódicos e os responsáveis precisam ficar atentos para ter certeza de que o ambiente é preservado. 

É importante inspecionar os brinquedos, ver se estão bens instalados e ajustados, sem parafusos soltos ou alguma parte mais frouxa. O ambiente em geral também precisa ser bem limpo e cuidado. 

Se o espaço for coberto de grama, ela precisa estar aparada. Por outro lado, se for areia, saiba que ela precisa ser limpa com frequência, cerca de duas vezes por semana, com produtos específicos, e trocada anualmente. Vale lembrar que animais não podem chegar perto dela, devido ao risco de contaminação. 

6. Observe se as crianças são monitoradas 

Por mais seguro que seja o playground, acidentes com crianças são muitas vezes inevitáveis. Elas não têm noção do perigo e é muito imprudente deixá-las brincando sem nenhuma supervisão de um adulto responsável. 

Então, contrate um monitor ou eleja um supervisor para ficar de olho, mediando as brincadeiras ou possíveis brigas.

Veja também se eles estão preparados para oferecer suporte para a criança, caso algo aconteça. Afinal, com os pequenos, todo cuidado é pouco. 

7. Escolha fornecedores de confiança ao adquirir um playground para escola infantil

Optar por fornecedores de segurança é a garantia de que os brinquedos, além de atrativos e interessantes, serão produzidos com materiais de extrema qualidade que durarão e não apresentarão problemas ou falhas. 

Além disso, bons fornecedores dispõem de uma equipe de profissionais especializados que saberão fazer a instalação correta, além de oferecer a manutenção adequada. Na hora de escolher, verifique se o fornecedor possui produtos com o certificado que atende à norma NBR 16701. 

Se você gostou de conhecer 7 formas de tornar o playground para escola infantil mais seguro, então não deixe de conferir a importância que brincadeiras no parquinho têm para a sua escola. Até a próxima!

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

topo