Marketing Político: Tudo o que você precisa saber

mkt.jpg

Quando se fala em marketing, geralmente nos vêm à mente a imagem de profissionais trabalhando com publicidade de produtos e serviços para empresas de diferentes tamanhos e segmentos.

Mas você sabia que estratégias de marketing também são amplamente trabalhadas no ambiente político, a fim de conquistar e perpetuar o eleitorado? É o que chamamos de Marketing Político.

O que é Marketing Político?

O Marketing Político é uma área dentro da comunicação de mercado voltada exclusivamente para o ambiente político. Com ele, criam-se estratégias para estreitar as relações de determinados grupos de pessoas, tanto no período eleitoral (Marketing Eleitoral) quanto durante o mandato (Marketing Político).

Nesse sentido, esse tipo de marketing adapta o político ao seu público, destacando-o dos adversários. Ele começou a ser utilizado no Brasil durante o governo de Getúlio Vargas, que foi considerado o primeiro ex-presidente a ter um marqueteiro, ou seja, um profissional voltado para essa finalidade.

marketing político

Atualmente, candidatos que têm maior destaque são geralmente os que possuem uma equipe de marketing com uma estratégia forte e bem definida, principalmente porque estamos vivendo em tempos de mídias sociais – que gera a necessidade de o candidato ser cada vez mais presente, mais próximo de seu eleitorado.

Quais são seus diferenciais e suas semelhanças em relação ao marketing “tradicional”?

Como vimos, o Marketing Político nasceu do marketing tradicional, mas logo se diferenciou, principalmente com a revolução digital e a migração de grande parte do público para as redes sociais.

Criou-se, então, o que chamamos de marketing político digital.

Esse tipo de marketing político nada mais é do que a adaptação da campanha política tradicional para os meios digitais, através do site oficial, do e-mail marketing e das redes sociais. E como a linguagem nesses veículos é diferente da linguagem da televisão, do rádio e do impresso, a abordagem também precisa ser diferente, mais intimista: o candidato/político torna-se “amigo” do público nas redes sociais.

Essa proximidade traz muitas vantagens, desde que sejam utilizadas as estratégias corretas e se construa um diálogo verdadeiro e participativo com o público.

Afinal de contas, a campanha eleitoral, assim como uma campanha de vendas, é um processo de comunicação interessada, que busca provocar uma reação positiva no público-alvo.

Existem bons exemplos de Marketing Político no Brasil?

No Brasil temos vários exemplos de marketing político que surtiram efeitos positivos, principalmente em relação ao marketing eleitoral, ou seja, o realizado como forma de campanha para se eleger em determinado cargo.

Como exemplo, temos o do ex-presidente Lula (PT), cuja campanha de marketing eleitoral para as eleições presidenciais de 2002 rendeu até um documentário e temas de várias pesquisas sobre o poder que as estratégias utilizadas por sua equipe surtiram efeito na mudança de sua imagem.

Ainda mais recente, temos o atual prefeito de São Paulo (SP), João Doria (PSDB), que montou uma equipe de marketing político digital que vem surtindo efeitos positivos em relação ao engajamento do público, principalmente no Facebook. Com estratégias simples e com uma comunicação eficiente, o empresário vem se firmando no mundo político.

Ações de Marketing Político que beneficiam a população

Engana-se quem pensa que para se ter um Marketing Político eficiente é necessário obter uma verba astronômica. Ações simples e econômicas que vão de encontro às necessidades da população geram grandes resultados.

Podemos citar algumas dessas ações:

  • Aposte na construção de áreas comuns, como playgrounds e praças, que demonstram que você, como gestor público, está preocupado com a qualidade de vida, o bem-estar e a socialização dos moradores.
  • Não deixe de realizar vistorias nas áreas já construídas, para evitar acidentes que possam trazer consequências graves para a vida das pessoas e, consequentemente, para a sua imagem como político.
  • Não deixe de realizar as chamadas “obras que ninguém vê”, como a implantação e melhorias no saneamento básico dos bairros necessitados e no sistema de drenagem, por exemplo. Isso ajuda a confirmar a imagem de que você é um gestor que se preocupa em resolver problemas também estruturais da cidade e que prejudicam a vida das pessoas.
  • Seja ativo nas redes sociais, sempre interagindo com os cidadãos e respondendo aos seus questionamentos. 

O Marketing Político vem se modernizando com a chegada das redes sociais e da mobilidade que os aparelhos eletrônicos nos trazem. Então, não deixe de também modernizar a sua prestação de serviços e a sua comunicação com o público em geral.  

Se você se interessou pelo assunto e quer saber mais detalhes sobre o universo do Marketing Político, temos um e-book especial sobre o tema que você pode baixar gratuitamente. Até a próxima!

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

topo