Eleição de síndico: como fazer a diferença e conquistar a confiança de todos

COPY-Untitled-design-Facebook-post-Custom-dimensions-Custom-dimensions-Custom-dimensions.png

A eleição de síndico é um dos momentos mais importantes da rotina de um condomínio, pois é a época em que se define a pessoa responsável por sua administração e harmonia entre os moradores e funcionários.

Neste post aqui, já tiramos todas as principais dúvidas sobre como deve ocorrer uma eleição de síndico, instrumento que é regulamentado pelo Código Civil, a partir do seu artigo 1.314.

Então, se você é uma das pessoas interessadas em concorrer em uma eleição de síndico, no post de hoje separamos algumas dicas bem úteis para você fazer a diferença e conquistar a confiança de todos os eleitores do condomínio.

Confira:

1. Planeje bem a sua campanha

É importante que você saiba que as campanhas para eleição de síndico costumam ser realizadas um mês antes da assembleia de votação, logo após o atual síndico protocolar a convocação das eleições para todos os moradores do local.

Então, se a sua intenção é concorrer, saia na frente e comece a planejar a sua campanha para que ela não seja feita de forma corrida, pois assim que a convocação for feita, você já deve preparar suas propostas que serão colocadas em discussão no dia da eleição.

2. Elabore uma carta proposta para entregar aos moradores

Como dissemos, assim que a eleição de síndico for convocada, os candidatos podem apresentar suas propostas e, nesse período, é comum que elas sejam fixadas no quadro de avisos do condomínio para que todos tenham acesso.

Mas que tal fazer a diferença e inovar? Uma ideia interessante é elaborar uma carta proposta para entregar aos moradores – você pode colocá-la embaixo de suas portas, por exemplo.

A carta deve ser objetiva, clara e, ao mesmo tempo, em um tom de proximidade com o morador; afinal, você também é um deles. Você pode colocar itens, como:

  • Uma breve apresentação sobre você, incluindo o número do seu apartamento, sua profissão e há quanto tempo mora no condomínio;
  • Os motivos de você ter se candidatado à eleição de síndico;
  • As suas propostas de melhoria (itens como melhor gestão financeira, transparência no uso dos recursos, planos de decisões coletivas, etc. podem ser ótimos pontos);
  • Você também pode colocar um breve lembrete sobre a data da eleição e como será esse dia;
  • Finalize colocando-se à disposição para tirar todas as dúvidas a respeito de suas propostas e acrescente um canal de comunicação (telefone, e-mail, etc.);

3. Saiba lidar com as pessoas

Ser conhecido como alguém que sabe lidar com as pessoas e todas as suas diferenças certamente é um grande diferencial para concorrer a uma eleição de síndico.

Afinal, essa é uma habilidade obrigatória do cargo, pois geralmente o profissional precisa aplicá-la em duas situações:

  • a intermediação de conflitos entre os moradores do condomínio, pois o síndico precisa entender os argumentos dos dois lados e ter jogo de cintura para resolver a questão;
  • a intermediação de conflitos entre moradores e funcionários do condomínio, para que as soluções sejam justas para os dois lados.

4. Tenha uma postura proativa

Você também faz a diferença e conquista a confiança de todos quando tem uma postura de empreendedorismo, de liderança.

Isso porque, para ocupar o cargo de síndico, é preciso ter uma alta capacidade de tomar iniciativa, de antecipar problemas antes que eles tenham consequências, de propor mudanças, sempre pensando na melhoria e na harmonia do condomínio.

Um exemplo prático: não é preciso esperar o rompimento de nenhum pavimento para que você tome a iniciativa de conversar com os moradores e resolverem a contratação de um serviço de impermeabilização.

Então, antes de concorrer a eleição de síndico, já desenvolva essa postura para que o eleitorado perceba que você realmente quer melhorar o condomínio.

5. Aprenda a avaliar todos os serviços do condomínio antes da eleição de síndico

Isso te ajuda, inclusive, na elaboração da sua carta proposta. Avalie todo o funcionamento tanto do ponto de vista de morador quanto de um síndico em potencial.

Por exemplo: por que o condomínio não tem parquinho infantil? Será que é porque a inadimplência está alta e não há reserva financeira para esse investimento? Será que é porque nenhum síndico ou morador tenha proposto essa melhoria? Será que falta iniciativa? Falta melhor gerenciamento dos recursos?

Citamos um exemplo de parquinho porque, sem dúvidas, ele é um produto muito importante para os condomínios nos dias de hoje.

Portanto, para dar continuidade a esse tema, separamos um post para você saber como construir uma praça pública em seu condomínio para que seja colocado na sua proposta de eleição de síndico. Até a próxima!

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

topo