4 dicas de segurança em parques ao levar seu filho

nu-m8-kids-runningwatch1.jpg

Embora os playgrounds infantis sejam excelentes ferramentas de diversão e desenvolvimento saudável, o tema segurança em parques precisa ser levado em consideração.

De 2008 a 2016, por exemplo, a ONG Criança Segura apurou que quase 5 mil crianças se acidentaram seriamente em parquinhos no Brasil.

Quedas, intoxicação, farpas e parafusos soltos, desidratação e outros acidentes podem acontecer se os pais não ficarem de olho na segurança em parques infantis que seus filhos frequentam, estejam eles na escola, no condomínio, na pracinha do bairro ou em qualquer outro local.

Além disso, existem outros cuidados essenciais que permitem que as crianças brinquem com saúde e segurança – e no post de hoje vamos dar 4 dicas:

1. Proteja o pequeno da exposição solar

Já falamos aqui no blog sobre a importância do sol para o desenvolvimento das crianças e como ele ajuda na ativação da vitamina D no organismo, protegendo os pequenos de diversas doenças.

De qualquer forma, para manter esses benefícios, o período de exposição ao sol não deve ultrapassar os 20 minutos diários (e nos melhores horários). Após esse tempo, é indispensável o uso de proteção solar.

Saiba que crianças acima de 6 meses de idade podem utilizar protetores solares infantis recomendados por um pediatra ou dermatologista. Além disso, é importante que os pequenos estejam com roupas de algodão.

Lembre-se de que o filtro solar deve ser reaplicado a cada 2 horas.

2. Mantenha a criança hidratada

Garantir a segurança em parques também diz respeito a manter o pequeno devidamente hidratado para aproveitar melhor as brincadeiras.

Dessa forma, leve uma garrafinha térmica com água ou, até mesmo, água de coco natural (se seu filho for maior de 1 ano de idade).

Também considere levar uma fruta, caso ele sinta fome. Dessa forma, ele se alimenta de forma saudável e faz disso um hábito.

3. Segurança em parques tem tudo a ver com manutenção dos brinquedos em dia

Não dá para falar de segurança em parques sem falar sobre a importância da manutenção dos brinquedos.

Caso você não saiba, existem diversas recomendações da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) que garantem que os brinquedos dos parques infantis estejam seguros. Neste post aqui você confere um resumo sobre os principais pontos de atenção.

Para você ter uma ideia, até mesmo o piso do parquinho precisa estar de acordo com essas normas técnicas, pois ele deve ter a função de amortecer a queda dos pequenos. Por isso é que eles podem ser feitos de borracha, areia, grama ou outros materiais (confira aqui a diferença entre eles).

Também não se esqueça de verificar o estado dos brinquedos. Eles não podem estar descascados, quebrados, corroídos, enferrujados e nem com parafusos ou pregos aparentes. Eles também não podem soltar farpas ou estar com as partes de metal quentes.

Nos brinquedos com escada, é necessário que tenha um corrimão e nos balanços é ideal que o assento tenha proteção na frente e encosto, para que as crianças menores possam brincar em segurança.

Por fim, verifique como é feita a manutenção e a vistoria do local.

4. Vista o pequeno com roupas adequadas para prevenir acidentes

Para manter a segurança em parques, as roupas dos pequenos também precisam estar adequadas.

Um simples cadarço de tênis pode enroscar em algum brinquedo e provocar um acidente, ou, ainda, pode desamarrar e a criança cair. A solução, nesse caso, é utilizar modelos de sapatos com fechamento em velcro.

Também evite calças e agasalhos com cordões, que também podem se enroscar e prender as crianças durante algum movimento.

Outra dica interessante para garantir ainda mais a diversão e a segurança em parques é você vestir o pequeno com roupas coloridas, pois dessa forma fica mais fácil manter a atenção nele, ainda mais em parques maiores.

Gostou das dicas? Para garantir a diversão da garotada fora de casa, é preciso agir com responsabilidade e levar a sério a segurança em parques. Se você ficou com alguma dúvida sobre esse tema, deixe o seu comentário abaixo.

E se o parquinho que o seu filho frequenta está precisando de uma manutenção, leia esse post aqui e saiba como agir. Até a próxima!

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

topo