3 dicas de ouro para viver melhor em condomínios fechados

aquarela.jpg

Viver melhor em condomínios fechados tem inúmeras vantagens, mas também alguns desafios. Afinal, você precisa seguir as regras do local onde vive, não permitir que os filhos sejam “crianças de apartamento”, além de manter boas relações com vizinhos de diferentes personalidades.

Se você já mora há algum tempo em edifícios ou casas em condomínios fechados ou acabou de se mudar, leia atentamente as 3 dicas de ouro para ter uma vida tranquila no local em que escolheu viver:

1. Aprenda a viver melhor com seus vizinhos

Pode parecer clichê, mas conviver melhor com seus vizinhos não significa apenas cumprimentá-los quando vocês se esbarram no elevador.

Viver melhor em condomínios fechados significa respeitar as regras de convivência entre os moradores, de modo que você seja lembrando sempre como um vizinho educado e cordial – e os demais também sejam assim lembrados.

Alguns exemplos para que isso vire rotina em seu condomínio:

  • evitar fazer barulho quando já estiver a noite, como andar de salto pela casa ou assistir à televisão em um volume que possa incomodar os vizinhos. Do mesmo modo, as regras a respeito de festas no apartamento e nas áreas comuns também devem ser seguidas.
  • Não utilize a vaga de garagem do seu vizinho, a menos que seja um acordo entre vocês.
  • Não jogue objetos e sujeira pela janela.
  • Se o seu vizinho anda tirando o seu sossego, sempre converse com ele educadamente e explique seus motivos. Você pode descobrir, por exemplo, que ele é novato e ainda não entende as regras de condomínio. Ofereça ajuda.
  • Caso o vizinho seja problemático e uma simples conversa não resolva, aí pode ser a hora de entrar em contato com o condomínio para explicar a situação.

2. Deixe as crianças brincarem nas áreas apropriadas para que elas aprendam a viver melhor em condomínios fechados

Viver melhor em condomínios fechados também significa permitir que os filhos tenham atividades fora das paredes de casa. É muito importante que elas brinquem ao ar livre e nas áreas apropriadas, principalmente no playground do condomínio.

Desse modo, além de os pequenos poderem brincar com segurança, se socializarem e terem um bom desenvolvimento físico e mental, esse também é um ótimo local para que as famílias convivam em harmonia, criando um senso de comunidade que até mesmo pode criar laços de amizade – e isso também é ótimo para as crianças.

Neste post aqui tem outras vantagens que os playgrounds infantis oferecem para os condomínios.

3. Seja um morador ativo: participe de reuniões de condomínio e contribua para a melhoria do espaço

Não é bom você viver em um local e ficar isolado, sabendo de todas as decisões por último naquele cartaz fixado no elevador, não é mesmo?

Para viver melhor em condomínios fechados, você precisa participar das reuniões e assembleias para ficar a par e ajudar a definir objetivos e metas para melhorar ainda mais a convivência entre os moradores e melhorar o próprio espaço físico.

Lembrando que se você estiver morando de aluguel no local, você também pode participar das reuniões, mas em relação ao voto nas eleições de síndico, por exemplo, é preciso pedir a permissão ao dono do imóvel. Ainda assim, esteja presente, conheça os seus vizinhos e participe dos debates.

Gostou das dicas de ouro? Se você tem outras dicas ou caso queira compartilhar a sua experiência sobre esse assunto com a gente, deixe o seu comentário! Para mais assuntos que envolvem viver em condomínio, clique aqui e fique por dentro das nossas atualizações. Até a próxima!

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

topo